Diretoria e Conselho

O Conselho de Administração é o órgão de deliberação colegiada, responsável pela formulação, implantação e monitoramento das políticas gerais de negócios, incluindo a estratégia de longo prazo. É responsável também, dentre outras atribuições, pela designação e supervisão da gestão dos Diretores da Companhia.

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o Conselho de Administração é também responsável pela contratação dos auditores independentes.

O Conselho de Administração é o órgão de deliberação colegiada, responsável pela formulação, implantação e monitoramento das políticas gerais de negócios, incluindo a estratégia de longo prazo. É responsável também, dentre outras atribuições, pela designação e supervisão da gestão dos Diretores da Companhia.

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o Conselho de Administração é também responsável pela contratação dos auditores independentes.

O Conselho de Administração da Restoque reúne-se, ordinariamente, a cada três meses, e, extraordinariamente, sempre que convocado pelo seu presidente ou pela maioria dos seus membros. Todas as decisões do Conselho de Administração são tomadas pela maioria dos votos dos membros presentes a qualquer reunião.

De acordo com o Estatuto Social da Restoque, o Conselho de Administração é composto de cinco membros, devendo, cada qual, ser necessariamente acionista da Companhia, detendo, pelo menos, uma ação, e residente no País.

Os conselheiros são eleitos em Assembléia Geral, com mandato unificado de um ano, podendo ser reeleitos e destituídos a qualquer momento pelos acionistas da Companhia reunidos em Assembléia Geral.

De acordo com o Estatuto Social da Companhia, no mínimo 20% dos membros do Conselho de Administração da mesma deverão ser Conselheiros Independentes. Os conselheiros deverão ainda subscrever, previamente à sua investidura no cargo, Termo de Anuência dos Administradores previsto no Regulamento do Novo Mercado.

No mais, em conformidade com a Lei das Sociedades por Ações, os membros do Conselho de Administração estão proibidos de votar em qualquer Assembléia de acionistas, ou ainda de atuar em qualquer operação ou negócio nos quais estes estejam em situação de conflito de interesses com a Companhia.

Os membros do Conselho de Administração foram eleitos na Assembléia Geral Extraordinária realizada no dia 21 de Outubro de 2016, com mandato unificado de 2 anos até Outubro de 2018, a se estender até a Assembléia Geral Ordinária da Companhia que aprovar as demonstrações contábeis do exercício social findo em 31 de dezembro de 2016.

Seguem na tabela abaixo os nomes, idades, posições e datas da eleição dos membros do nosso Conselho de Administração:

 

Membros do Conselho de Administração Cargo
Marcelo Faria de Lima Presidente do Conselho de Administração
Márcio da Rocha Camargo Vice-Presidente do Conselho de Administração
Alexandre Sampaio Fialho Conselho de Adm. Independente (Efetivo)
Piero Paolo Picchioni Minardi Membro do Conselho de Adm. (Efetivo)
Patrice Philippe Nogueira Baptista Etlin Membro do Conselho de Adm. (Efetivo)
Adilson Serrano da Silva Membro do Conselho de Adm. (Efetivo)

Marcelo Faria de Lima. O Sr. Marcelo Faria de Lima é atualmente Presidente do Conselho de Administração da Metalfrio Solutions S.A. (refrigeração comercial plug-in) e membro do Conselho de Administração da Sonae SGPS (Portugal) (área de Retalhos). Foi co-fundador e Diretor-Presidente do AreaUtil.com (construção civil) (2000), membro do Conselho de Administração da Neovia Telecomunicações S.A. (telecomunicações) (2001 a 2005), membro do Conselho de Administração da Produquímica Indústria e Comércio S.A. (2007 a 2016) (indústria química) e do C1 Financial (banco) (EUA – de 2009 a 2016). O Sr. Lima formou-se em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde foi professor de Economia entre 1988 e 1989.
O Sr. Marcelo Faria de Lima declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Márcio da Rocha Camargo. O Sr. Marcio da Rocha Camargo é administrador de empresas graduado em julho de 1993 pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Foi diretor no Banco Garantia (posteriormente do CSFB/Garantia) de 1994 até 2001. Em 2001, fundou a Neovia Telecomunicações S.A. (telecomunicações) da qual foi diretor-presidente até abril de 2005. Foi vice-presidente do conselho de administração da Abyara Planejamento Imobiliário S.A (mercado imobiliário) e membro do conselho de administração da Metalfrio Solutions S.A (indústria de refrigeradores plug-in).
O Sr. Marcio da Rocha Camargo declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Alexandre Sampaio Fialho. O Sr. Alexandre Sampaio Fialho é, desde 2015, sócio fundador da consultoria Filosofia Organizacional. Foi presidente da Korn/Ferry International – LTC (consultoria) para a América Latina de 2010 a 2015. É MBA Executivo pela FGV/Ohio University (dez 1999), PGA pela FDC/INSEAD (dez 2007), Bacharel em administração pela UGF (dez 1997) e Bacharel em Filosofia pela UNISUL (dez 2010). Anteriormente, foi Diretor do Hay Group (consultoria) e Head da prática de BEO (2009 – 2010), Diretor e Reitor Associado da FDC – Fundação Dom Cabral (2006 – 2009) (educacional) e Presidente do Grupo Vera Cruz (1999- 2004). Lecionou Estratégia Competitiva e Fusões e Aquisições no IBMEC e na FDC entre 1999 e 2009. Tornou-se mestre em Filosofia pela São Bento – USP, em 2014. O Sr. Fialho é membro independente do Conselho de Administração. É membro independente do Conselho de Administração da Companhia, conforme critério estabelecido na Cláusula 4.3 do Regulamento do Novo Mercado da B3.
O Sr. Alexandre Sampaio Fialho declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Piero Paolo Picchioni Minardi. O Sr. Piero Minardi atua na Warburg Pincus (fundo de investimento) em São Paulo, desde 2014. Anteriormente, de 2006 a 2014, foi sócio no grupo de private equity Gávea Investimentos, uma das principais empresas brasileiras de gestão de recursos. Também já ocupou cargos na Darby Overseas Investments (serviços de investimentos), foi diretor de private equity no Baring Private equity Partners (investimentos), AIG Capital Partners (investimentos) e diretor de fusões e aquisições da Bunge Internacional/Santista Alimentos (empresa alimentícia). Trabalhou no Banco Pactual, McKinsey & Company (consultoria) e Accenture (consultoria). Atuou como diretor no conselho de 15 empresas públicas e privadas. É membro do Conselho da EMPEA (Emerging Markets Private equity Association) desde 2012. Possui bacharelado em Engenharia de Minas pela Escola Politécnica USP, MBA pela INSEAD, Fontainebleau, França.
O Sr. Piero Minardi declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Patrice Philippe Nogueira Baptista Etlin. O Sr. Patrice Etlin é graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo, e possui MBA pelo INSEAD e mestrado em Engenharia Industrial pela École Centrale de Paris. Patrice Etlin associou-se à Advent (investimentos) em 1997 em São Paulo e iniciou as operações da empresa no Brasil. De 1994 a 1997, foi sócio fundador da International Venture Partners (investimentos) em São Paulo, responsável pelo gerenciamento de um fundo de investimento focado em mídia e telecomunicações. Anteriormente, Patrice trabalhou na Matra Marconi Space (aeroespacial) por cinco anos, inicialmente como engenheiro de sistemas em um projeto para desenvolver um satélite europeu de observação militar. Em 1990, foi promovido a representante geral para o Brasil, responsável pela implantação de um sistema privado de telecomunicação por satélite, para fornecer serviços aos países do Mercosul. Patrice é Presidente do Conselho da Latin American Private Equity & Venture Capital Association (LAVCA) (investimentos). Patrice é, atualmente, membro nos Conselhos de Administração da Allied S.A. (tecnologia), Lojas Quero-Quero (rede varejista), Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) (comercio exterior). No passado, atuou como conselheiro de administração do Grupo Atmosfera (serviços), Atrium Telecomunicações (telecomunicações), CSU Cardsystem (tecnologia), International Meal Company (IMC) (alimentação), Kroton Educacional (educação) e TOTVS S.A.
O Sr. Patrice Etlin declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Adilson Serrano da Silva. O Sr. Adilson Serrano Silva é formado em administração de empresas pelo Instituto Ensino Superior Senador Flaquer – Santo André, com pós graduação pela CEAF concluído em 1988. De 2008 a 2015, atuou como consultor de recursos humanos e gestão e conselheiro de empresas. Atuou como membro do conselho de administração da Total Alimentos – Pet Food (alimentos para animais) – de 2009 a 2014. De março de 2015 a outubro de 2016 foi membro do conselho de administração da Companhia. De abril de 2016 até o momento, é membro do conselho de administração da ComBio Energia S.A. Desde novembro de 2016 é Diretor de Recursos Humanos da Companhia.
O Sr. Adilson Serrano Silva declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Membros da Diretoria  Cargo
Livinston Martins Bauermeister Diretor Presidente
Fernando Pedroso dos Santos Diretor Financeiro
Rafael de Camargo Diretor de Relações com Investidores
Jean Michel Passos Diretor de Planejamento Financeiro
Alissa Exel Nunes Prince Lemos Diretora de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos
Renata Caldeira Viacava Diretora de Supervisão de Lojas
Andrea Corbioli Outros Diretores
Rogério Okada Diretor de Abastecimento e Logística da Companhia
Yuji Nagata Diretor de Produtos e Supply Chain
Constantino Borssato Diretor de Atacado e Franquias

Livinston M. Bauermeister. O Sr. Bauermeister é o Diretor Presidente da Companhia, tendo sido também membro do Conselho de Administração (2008 a 2014) e Diretor Presidente (2014 a 2015). É membro do Conselho de Administração da Metalfrio Solutions S.A. (indústria de refrigeradores plug-in), tendo também exercido tal função entre 2010 e 2014. Foi Vice-Presidente do Conselho de Administração da Produquímica Indústria e Comércio S.A. (indústria química) (2015 a 2016). Trabalhou no Barbosa, Müssnich & Aragão, escritório de advocacia por quase 8 anos e também integrou a equipe da PwC e da Somma Consultoria, ambas do ramo de auditoria. É advogado, com MBA pela Fundação Getúlio Vargas e Mestrado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, além de pós-graduação OPM – Owner/President Management pela Harvard Business School da Harvard University. É Administrador de Carteira de Valores Mobiliários autorizado pela Comissão de Valores Mobiliários e pela ANBIMA. Tem mais de 20 anos de experiência profissional, notadamente nas áreas de varejo, indústria, investimentos, M&A, reestruturações societárias e governança corporativa.
O Sr. Bauermeister declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Fernando Pedroso dos Santos. O Sr. Fernando Pedroso dos Santos é formado em contabilidade pela Universidade de São Judas (1988). Trabalhou por onze anos e meio na Arthur Andersen/Coopers & Lybrand (auditing firm), tendo alcançado o cargo de gerente sênior. Posteriormente, trabalhou até maio de 2004 como controller da Atento Brasil S.A., empresa do grupo Telefônica, que atua na área de telefonia. Ingressou na Metalfrio Solutions S.A. (refrigeração comercial plug-in) em junho de 2004 como Diretor Financeiro e permaneceu até janeiro de 2006 nesse cargo. Passou a trabalhar como Diretor de Operações da Abyara Planejamento Imobiliário S.A. (mercado imobiliário) em fevereiro de 2006 a fevereiro de 2009. Retornou à Metalfrio Solutions S.A em março de 2009 para ocupar a função de Diretor Financeiro. Em março de 2012, ingressou na Companhia como Diretor Financeiro.
O Sr. Fernando Pedroso dos Santos declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Rafael Camargo. O Sr. Rafael de Camargo formou-se em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo em 2009 e pela Faculdade Politecno di Milano. Ele se juntou à Artesia Gestão de Recursos (investimentos) em julho de 2009, onde trabalhou como analista de Private Equity. Está na Companhia desde novembro de 2011.
O Sr. Rafael de Camargo declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Jean Michel Passos. O Sr. Jean Michel Passos é formado em ciências contábeis pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie, com MBA em gestão global pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Sr. Jean Michel Passos possui mais de 23 anos de experiência em finanças, como supervisor de multinacionais de auditoria, como a Arthur Andersen e Coopers & Lybrand, e tendo ocupado o cargo de controller ou diretor financeiro de empresas de grande e médio porte, nacionais e multinacionais, dentre elas Apsen (farmacêutica), Outback (alimentação), Estapar (estacionamento), Metalfrio (refrigeração comercial plug-in) e Giraffas (alimentação).
O Sr. Jean Michel Passos declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Alissa Exel Nunces Prince Lemos. A Sra. Alissa Prince Lemos é formada em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Possui 11 anos de experiência na área financeira, sendo 8 como gestora e analista de ativos em renda variável, com foco em empresas nos setores de varejo e shoppings. Teve passagens pela Banco Citibank (banco), Mauá (investimentos), FAMA Investimentos (investimentos) e Cia. Hering, que atua no ramo de vestuário. Participou do Conselho Fiscal das empresas General Shopping (empreendimentos no ramo de shopping centers) (Abr/2010 a Abr/2011) e Grazziotin (loja de vestuário, decoração, etc.) (Abr/2010 a Abr/2013). Ingressou na Companhia em fevereiro de 2014.
Declara, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Renata Caldeira Viacava. A Sra. Renata Viacava é formada em Ciências Econômicas pela FAAP. . Em 2005, foi sócia fundadora da marca: Bo.Bô. De 2007 a 2008, foi Gerente Financeira da Companhia. De 2009 a 2013 atuou como Gerente Comercial da Companhia. Antes de ingressar na Companhia, Renata trabalhou como Trader na Cutrale Quintella (empresa industrial de suco de laranja) e como Auditora na Trevisan e Associados Auditores Independentes, empresa que atua no ramo de auditoria.
A Sra. Renata Viacava declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerado uma pessoa exposta politicamente.

Andrea Corbioli. A Sra. Andrea Corbioli é formada em psicologia, com pós-graduação em administração de empresas com ênfase em mercadologia pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e Fundação Getúlio Vargas (FGV). A Sra. Andrea Corbioli possui experiência de mais de 25 anos na área de recursos humanos tendo trabalhado em empresas multinacionais, tais como: General Motors (automobilística), Johnson & Johnson (bens de consumo, produtos farmacêuticos e médicos) e Avon Cosméticos (bens de consumo).
A Sra Andrea Corbioli declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeita aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerada uma pessoa exposta politicamente.

Rogério Okada. O Sr. Rogerio Okada é formado em engenharia de produção pela Universidade Paulista, com pós-graduação em logística pela Universidade São Judas e possui mais de 20 anos de experiência na área de logística, tendo ocupado cargos em grandes empresas de varejo e operadoras logísticas. O Sr. Rogerio Okada exerceu o cargo de Gerente de Planejamento e Operações nas Casas Pernambucanas (de 2002 a 2008), de Gerente Geral de Operações na Ceva Logistics nas operações da Robert Bosch e LG (de 2008 a 2010), de Gerente de Logística nas Lojas Renner (de 2010 a 2011) e Diretor de Logística na Inbrands (de 2013 a 2018), tendo participado e liderado projetos e implementações de 6 centros de distribuição.
O Sr. Rogerio Okada declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerada uma pessoa exposta politicamente.

Yuji Nagata.  O Sr. Yuji Nagata é formado em engenharia mecânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com especialização em melhoria contínua pelo JIPM, gestão da mudança pela Ashridge Business School, Gestão de Pessoas pelo IMD Lausanne e qualidade pela Hammer and Co. Possui mais de 25 anos de experiência nas áreas de indústrias e de supply chain. O Sr. Yuji Nagata exerceu o cargo de Diretor Industrial na JMacedo (de 2017 a 2019), Site Director na Mondelez (de 2015 a 2017), Diretor na Tetra Pak (de 1998 a 2014), Gerente de Envasamento na Kaiser (de 1996 a 1998) e Supervisor de Engenharia na Coca-Cola Andina (de 1990 a 1996).
O Sr. Yuji Nagata declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerada uma pessoa exposta politicamente.

Constantino Borssato.  O Sr. Constantino Borssato é formado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Londrina, com pós-graduação em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e possui mais de 20 anos de experiência na área comercial, tendo ocupado cargos em grandes empresas de diversos segmentos. O Sr. Constantino Borssato exerceu o cargo de Diretor Comercial na Altenburg de 2017 à 2019, de Diretor Comercial na Dudalina de 2015 à 2017, de Gerente Nacional de Vendas na Malwee de 2012 à 2015, Gerente Nacional de Trade Marketing na Grendene de 2007 à 2012 e atuou em vendas na Unilever no período de 1999 à 2012, tendo participado e liderado diversos projetos na área comercial.
O Sr. Constantino Borssato declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos 5 anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM, mesmo que não transitada em julgado, e ainda qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou a inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial. Adicionalmente, foi declarado também que não é, nos termos da legislação aplicável, considerada uma pessoa exposta politicamente

Conselho Fiscal

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o Conselho Fiscal é um órgão independente da Administração e da auditoria externa da Companhia. A responsabilidade principal do Conselho Fiscal é fiscalizar os atos dos Administradores e analisar as demonstrações contábeis, relatando suas observações aos acionistas.

Nosso Conselho Fiscal é de funcionamento não permanente, mas pode ser instalado em qualquer exercício social caso haja requisição por parte de acionistas, como descrito abaixo. Atualmente, não possuímos um Conselho Fiscal instalado.

Sempre que instalado, o Conselho Fiscal será constituído por, no mínimo três e no máximo, cinco membros e suplentes em igual número. Somente poderão ser eleitas para o Conselho Fiscal pessoas físicas residentes no Brasil, diplomadas em curso universitário, ou que tenham exercido, pelo prazo mínimo de três anos, cargo de administrador de empresa ou de conselheiro fiscal. Conforme o Estatuto Social da Companhia, os membros do Conselho Fiscal deverão firmar, previamente à sua investidura no cargo, termo de anuência dos membros do Conselho Fiscal previsto no Regulamento do Novo Mercado.

Nos termos da Lei das Sociedades por Ações, quando seu funcionamento não é permanente, o Conselho Fiscal poderá ser instalado pela Assembléia Geral, a pedido de acionistas que representem no mínimo 10% das Ações, com mandato até a primeira Assembléia Geral Ordinária seguinte à sua instalação. Este percentual pode ser reduzido para até 2% do capital social votante dependendo do nosso capital social, nos termos da Instrução nº. 324, de 19 de janeiro de 2000 da CVM. Adicionalmente, os acionistas minoritários que representem no mínimo 10% das Ações têm direito de eleger separadamente um membro do Conselho Fiscal e seu suplente, e os demais acionistas poderão eleger um membro a mais que o número total de membros eleitos pelos minoritários.

O Conselho Fiscal não pode ter membros que façam parte do Conselho de Administração, da Diretoria ou do quadro de funcionários de uma controlada ou de uma empresa do mesmo grupo, tampouco um cônjuge ou parente até o terceiro grau de nossos Administradores. Além disso, a Lei das Sociedades por Ações exige que os membros do Conselho Fiscal recebam, a título de remuneração, no mínimo, 10% da média da remuneração paga aos Diretores, excluindo benefícios, verbas de representação e participações nos lucros e resultados.